Teatro

Ele Foi, Contou e Voltou

1996

Ele Foi, Contou e Voltou

Críticas

«...espectáculo bastante divertido... um resultado amplamente positivo...»

Diário de Notícias

«...muito ritmo, sem tempos mortos e enriquecido por uma sucessão bem doseada de gags hilariantes.»

A Capital

 

Sinopse

Neste espectáculo conta-se a história de dois actores oriundos de uma família há muito ligada ao teatro, viajam de norte a sul do país com os seu teatrinho ambulante – Teatrinho Gouveia Dantas – contado histórias tradicionais portuguesas. A história central deste espectáculo é Brancaflor. O contador é António Manuel, que se vale dos seus truques de magia como auxiliar da narrativa e se vê desesperadamente interrompido pela sua companheira Maria Arminda que, empolgadamente, conta ao público histórias menos inocentes dos sítios e das gentes por onde os dois foram passando com o seu teatrinho. Daqui resulta uma espécie de guerra de histórias, criando um clima de grande comunicação e comicidade onde o público é constantemente cúmplice dos dois actores e da sua arte de recriar o teatro ambulante.

 Ficha Técnica 

Encenação: António Pires

Interpretação: José Carlos Garcia, Paula Sá Nogueira

Música: Rui Rebelo

Figurinos e Adereços: Criação colectiva